Mãos desatadas

Você, que tem limitações nos movimentos das mãos, adora ler, usar a Internet para pesquisar ou se divertir e curte bater aquele longo papo com os amigos no telefone, alguma vez deixa de fazer essas coisas por não ter ninguém para lhe ajudar a discar números, virar páginas ou comandar um mouse?

Prepare-se para dizer adeus a essa dependência! Dois aplicativos que ainda estão em fase de protótipo, criados pela empresa israelense Sesame Enable (significa abre-te Sésamo na história de Ali Baba e refere-se a abertura de novos mundos e oportunidades para pessoas com deficiência), lhe permitirão devorar livros, navegar a vontade no computador e conversar no telefone até que todos os assuntos se encerrem.

Está ansioso para saber como eles funcionam? Calma, eu explico.

Através do aplicativo Sesame Reader, você poderá folhear e-books utilizando os movimentos de sua cabeça. Terminou uma página? Mova a cabeça para a direita e passe à próxima. Gostaria de relembrar algum detalhe? Faça o mesmo movimento, agora para a esquerda, e volte à página anterior. Perder ou reduzir a função das mãos, pode não significar a perda do prazer pela leitura e por todas essas outras atividades!

E os benefícios do Sesame Reader não param por aí! Já se sentiu entediado por não conseguir ler seu livro dentro do ônibus, trem ou metrô lotado? Agora, com o aplicativo, você poderá ler em pé e não faltará entretenimento! Se além de leitor e internauta assíduo, também é cozinheiro de mão cheia, nunca mais sujará seu livro de receitas enquanto prepara aquele prato delicioso. A novidade deve melhorar sua vida, vai?

O outro aplicativo leva o mesmo nome da empresa de Israel, Sesame Enable, e facilita o uso do telefone. Como? Calibre seu rosto com o dispositivo rastreador e use o cursor que aparecerá na tela para discar um número ou digitar em um teclado.

Os dois aplicativos formam um time capaz de desatar suas mãos. Se elas não te servem mais, busque outros recursos. Use os livros e a Internet para agregar conhecimento, expandir seus contatos, dialogar com pessoas, sem nunca perder de vista o objetivo de ser alguém melhor a cada dia!

Nosso papel será divulgar essas duas brilhantes iniciativas, ajudando a empresa a arrecadar US$ 100 mil em investimentos privados para financiar os dois aplicativos, o que equivale à metade do valor fornecido pelo Gabinete do Cientista- Chefe de Israel.

Precisamos lutar juntos pela concretização de ideias que tornem nosso grupo de pessoas com deficiência mais independente, capaz de fazer, a nossa maneira, tudo o que os outros fazem. Se por acaso não conseguirmos cumprir essa missão com nossas próprias mãos, o Sesame Reader e o Sesame Enable nos ajudam a cumpri-la com a nossa cabeça!

Referências:

http://www.deficientesemacao.com/tecnologia/6953-atividades-sem-as-maos

http://www.administradores.com.br/noticias/tecnologia/tecnologia-israelense-permite-folhear-livro-sem-usar-as-maos/84362/

http://www.sonoticiaboa.com.br/noticia.php?i=4451

http://www.alefnews.com.br/03_02_2014.htm

http://www.androidpit.com.br/pt/android/market/apps/app/com.sesame.reader/Sesame-Reader

http://www.passeiaki.com/noticias/folhear-livro-usar-maos-ja-possivel-cabeca

___________________

Texto de Alexandre dos Santos Gouveia

Alexandre dos Santos Gouveia é formado em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero, foi estagiário da equipe de comunicação do Banco Santander, atuou em rádios como comentarista esportivo e já participou de trabalhos voluntários ligados á prática do futebol.

 

Anúncios

Aparelho promete revolucionar o modo de deficientes visuais lerem livros

aparelho-leitura-deficientes-visuais-artigo-esta-vaga-nao-e-sua

O aparelho, desenvolvido pelo MIT, é usado no dedo do leitor e foi batizado de Fingerreader (leitor de dedo, em tradução livre). O leitor desliza o dedo pela frase, e o aparelhinho faz a leitura através de sensores e comparação de símbolos, traduzindo para áudio o texto escrito. Uma câmera instalada nele permite que o Fingerreader leia palavras que estejam à frente na leitura e informe se a linha chegou ao fim, através de uma vibração no dedo do leitor. Essa câmera, utilizando-se do algoritmo do aparelho, também ajuda a manter a leitura em linha reta.

O objetivo é que deficientes visuais possam utilizá-lo para leitura de textos impressos e tradução de outras línguas. A leitura pode ser feita tanto em papel quanto em leitores digitais, como o Kindle e o Nook.

Embora o Fingerreader por enquanto seja um protótipo e tenha espaço para melhorias, o aparelho é muito promissor e pode facilitar a vida de muita gente, já que livros em Braille e em áudio não são tão fáceis de encontrar e tem sua diversificação limitada.

Veja o vídeo do link a seguir para entender como funciona o Fingerreader:

Aguardamos ansiosamente que o produto seja lançado no mercado!

___________________

Texto de Natália Jaeger

Natália é estudante de Engenharia Elétrica na Universidade Tecnológica Federal do Paraná e escritora por paixão. Já trabalhou como professora voluntária para o projeto CREAÇÃO, e fez um ano de intercâmbio nos Estados Unidos.